images/cicaf.jpg
Imprimir esta página
Publicado em Notícias
Postado por  Província Santa Clara de Assis 13 Maio 2019
Páscoa de Irmã Amélia Pegoretti

Minha alma tem sede de Deus, e deseja o Deus vivo. Quando terei a alegria de ver a face de Deus?        (Sl 42,3).

A fé cristã nos diz que Irmã Amélia Pegoretti, da Província Santa Clara de Assis, já participa dessa alegria. Seu chamado foi hoje, dia 13 de maio, por volta das 8h, em Rio do Sul, SC.

Amélia nasceu em 29 de dezembro de 1926, em Rodeio, SC, filha de Tranquilla Zanluca e Julio Pegoretti. Desde pequena conheceu as Irmãs Catequistas Franciscanas e sentiu-se chamada a abraçar essa mesma forma de vida. Ingressou na Congregação em 03 de maio de 1943 e fez os votos, já definitivos, em 25 de dezembro de 1946, em Rodeio.

Exerceu sua missão como professora em várias localidades de Santa Catarina: Luiz Alves, Rodeio, Nova Petrópolis, Herval do Oeste, Rio do Campo, Taió, Vitor Meireles, Salete e Treze de Maio. Esteve no Maranhão durante dois anos, em Bacabal e Vitorino Freire. Retornando a Santa Catarina, dedicou-se a várias atividades pastorais e serviços na fraternidade, em Salete, Taió, Lontras, Rio do Sul, Tubarão, Rio do Campo, Florianópolis e Laurentino. Prestou seu generoso serviço também na sede geral, por dois anos, em 1989 e 1990. Desde 2013, encontrava-se na fraternidade da Casa Maria de Nazaré, em Laurentino.

Irmã Amélia era uma mulher cheia de vida e dinamismo. Sua trajetória missionária revela a disponibilidade em servir, onde fosse mais necessário. Tinha dons artísticos, que partilhou com suas irmãs e com o povo das comunidades onde trabalhou e conviveu. Foi professora de artes manuais e incentivava as alunas a fazerem com perfeição qualquer trabalho, mesmo os mais simples. Assim ela mesma fazia! Tinha um cuidado especial com as flores e as folhagens, que cultivava com gosto e dedicação. Mulher de fé e de oração, não esquecia de rezar pelas vocações religiosas, sacerdotais e laicais.

Quem visitou a Fraternidade Maria de Nazaré, em Laurentino, nos últimos anos, certamente foi recebida/o por Irmã Amélia e logo convidada/o a “tomar um cafezinho”. Era com este carinho que ela acolhia as pessoas que chegavam.

A celebração de ação de graças por sua vida-missão será amanhã, dia 14, às 8h, em Laurentino, SC, seguida do sepultamento naquela localidade.

Louvamos a Deus por tudo o que Irmã Amélia viveu e realizou. Certamente Maria, invocada hoje com o título de Nossa Senhora de Fátima, ajudou a preparar para sua filha o lugar especial prometido por Jesus. E pedimos à Irmã Amélia que interceda por nós, que estamos a caminho. 

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Irmã Marlene Chiudini

Comentários  

#5 Marilete 18-05-2019 14:40
No grande Abraço! Descanse em paz!
A todas as irmãs da PSA, minha sintonia.
#4 MARIA FACHINI 15-05-2019 02:34
Irmã Amélia, coração generoso e delicado, transformava sua timidez em acolhida e atenção. Convivi por duas vezes com ela e aprendi que a comida é mais saborosa se o tempero é suave, que a fruta é mais doce quando repartida, que o testemunho é mais forte, se brindamos um cafezinho à pessoa que vem à nossa casa.
Irmã Amélia escondia sua timidez debaixo do tapete da acolhida, do serviço, do bom gosto.
Descanse em paz, Amélia
#3 Maria Lucélia Araújo da Silva 14-05-2019 12:41
Lembro muito bem de Irmã Amélia, cada vez que eu visitava as Irmãs idosa na casa Maria de Nazaré em Laurentino ela fazia propaganda vocacional perguntando se eu gostaria de ser Irmã Catequista Franciscana e perguntava se eu morava em Laurentino. Mesmo dizendo que era Irmã Catequista, próxima vez que via ela, fazia-me novamente o convite. Outro dia pediu me braço porque queria caminhar e pegar sol, daí fomos até o açude e voltamos, mas ela já chegou em casa bem cansadinha.Obri gada, Irmã Amélia, por seu amor e convite. Vou lembrar sempre de você e fortalecer cada vez mais minha vocação. Quando o desânimo vier, lembrarei de seus convites pertinentes, "Venha ser Irmã Catequista Franciscana"!
#2 Ana Lúcia Corbani 13-05-2019 22:55
Nossa comunhão e solidariedade em mais este momento de partida de uma Irmã Catequista Franciscana. Ela se junta às nossas primeiras irmãs e a tantas outras, que junto do Pai continuarão intercedendo por nós, que aqui estamos, principalmente neste tempo de travessias tão incertas, tão desafiadoras, mas ao mesmo tempo tão cheias de esperança!
Ir. Amélia conviveu por dois anos na missão em Bacabal e Vitorino Freire - Maranhão - e deixou sua marca nestas terras.
Obrigada, Ir. Amélia. Receba a gratidão de suas irmãs que continuamos plantando a semente da paz e do bem nesta região nordestina! Descanse em paz!
#1 Najila 13-05-2019 22:43
Descanse em Paz querida Irmã. E de junto de Deus interceda por todas nós.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar