images/cicaf.jpg
Imprimir esta página
Publicado em Notícias
Escrito por  Sede Geral - Rosali Paloschi 14 Abril 2022
Revigoramento Franciscano

Revigorar é atribuir novo significado à vida e missão, é ter a coragem para mudar  e encontrar novos caminhos para realizar o sonho, é ser perseverante como o amor.

Um grupo de 29 participantes de 16 congregações franciscanas, entre elas nós as irmãs Maria Fiamoncini, Neusa Gripa e Cléria Ferreira, vivenciamos a experiência do Revigoramento Franciscano, entre os dias 13 de março a 10 de abril, no seminário Santo Antônio de Agudos/SP. Foi uma oportunidade de retomada da vida, como presente de Deus para cada uma.

Destacamos alguns aspectos: Revigorar é atribuir novo significado à vida e missão, é ter a coragem para mudar e encontrar novos caminhos para realizar o sonho, é ser perseverante como o amor.

Para Francisco e Clara, o Evangelho não é texto, mas vivência, é alegre mensagem dirigida aos pobres e marginalizados, os preferidos de Deus.  Ser pobre é estar sempre necessitado de algo que precisa ser buscado.

A consagração religiosa é a Aliança assumida livremente para a doação a Deus, na radicalidade do batismo.

Minoridade, ser e sentir-se pequena diante de Deus, confiando-se totalmente à sua misericórdia infinita. Fraternidade - testemunho evangélico, recuperação da confiança recíproca, portadoras da misericórdia, da reconciliação e da paz.

Um olhar sobre a Laudato Si nos convidou, como religiosas, a irmanar-nos pelo bem comum, contra todo o dano causado pelo ser humano à criação, e a Fratelli Tutti acena a sermos artífices da paz, unindo e não dividindo, abrindo caminhos de diálogo em vez de construir novos muros.

O Papa Francisco nos convoca a olhar o passado com Gratidão, viver o presente com Paixão e abraçar o futuro com Esperança.

Gratidão a Deus por sua proteção e as Províncias Santa Tereza do Menino Jesus e Imaculado Coração de Maria pela oportunidade de participar deste tempo de graça.

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Maria Fiamoncini, Neusa Gripa e Cléria Ferreira