images/cicaf.jpg
Imprimir esta página
Publicado em Notícias
Postado por  Sede Geral - Marlene dos Santos 07 Maio 2022
Novas luzes no Processo de Reorganização

 

A caminhada formativa prossegue...

Animadas pela esperança, alegria e muita expectativa, um grupo expressivo de irmãs participou da LIVE que aconteceu no dia 30 de abril de 2022, com o tema: Maria Madalena, horizontes missionários em tempos de travessia.

De forma carinhosa e calorosa, irmã Ana Fusinato acolheu as participantes, que se manifestavam de várias regiões, desde Amazônia, até o Rio Grande do Sul, Angola, Argentina, Chile, Bolívia, Peru, Guatemala, Paraguai e República Dominicana, desejando boas-vindas a cada uma e a cada irmandade.

A convite, Irmã Maria Aparecida Furlani, as postulantes e Irmãs da Irmandade Santa Clara de Rondonópolis, introduziram os trabalhos com um momento orante, a partir do texto de Jo 20,11-18, que nos convidou a contemplar a travessia de Maria Madalena, na busca, encontro e anúncio do Cristo Ressuscitado. Este momento, com Maria Madalena, nos proporcionou profunda experiência de encontro com Jesus.

Moema, amiga e assessora do processo de reorganização da Congregação, com o tema: Horizontes Missionários em tempo de travessia, ajudou a refletir sobre a situação do mundo ferido, crucificado, da casa comum destruída, em contexto de pandemia, guerras... as Madalenas de hoje junto à cruz, os crucificados e as perspectivas de Ressurreição.

Maria Madalena, a mulher mais citada nos Evangelhos, que acompanhou Jesus desde a Galileia, nos inspira a lutar pelos direitos das mulheres, chamadas ao anúncio do Ressuscitado. Mas precisamos nos unir numa conexão profunda de pensamento e sentimento, para perceber e buscar alternativas de mudança e nos aproximar cada dia mais dos pequenos e sofredores.

O mesmo anseio nos vem da longínqua Roma, nas palavras Ministra geral, Ana Pereira Macedo que, cumprimentando as participantes, deseja que este encontro, com a contribuição de Moema e Marcelo, nos ajude a olhar vida, nossa realidade congregacional e o contexto de mundo em que vivemos, numa perspectiva Madalena. E, com ela, encontrar elementos inspiradores para que sejamos fiéis na vivência do carisma, para prosseguir na travessia como anunciadoras da Esperança.

Maria Madalena, mulher à frente do seu tempo, que desafia a sociedade patriarcal da época e, encantada com o projeto de Jesus, decide segui-Lo e anunciá-Lo, é nossa companheira de caminhada e, como tal, nos convida a darmo-nos as mãos nesses tempos de travessia.

No caminho da reorganização, nos anos 2019 a 2021, vivenciamos um longo processo de escuta e discernimento, através de diálogos, momentos orantes, encontros, rodas de conversa, estudos e discussões sobre a caminhada da congregação, das irmandades, dos bens, da missão. Muitos dados foram levantados, além de termos percebido inúmeros desafios e possibilidades. Surgiram luzes e propostas para novos passos. Com isso, sentimos a necessidade de sistematizar melhor todos os dados e estabelecer passos concretos a serem dados em curto, médio e longo prazo, envolvendo nossa vida nas dimensões humana, missionária, jurídica e econômica. Para isso, recorremos a uma assessoria para nos ajudar na elaboração de um Planejamento Estratégico, ajuda que nos está sendo prestada na pessoa de Marcelo Cordeiro, professor e consultor, que está trabalhando conosco desde o início do ano.

Marcelo apresentou a metodologia e o conteúdo do planejamento estratégico, para levarmos adiante o sonho de priorizar e reorganizar. Ele introduziu sua fala nos convidando a perceber como chegamos, de onde chegamos até aqui? Por onde nossos pés já nos conduziram? Que histórias eles contam? Para onde sonhamos caminhar a partir de agora? Para onde queremos direcionar nossos pés nessa travessia que estamos fazendo junto com Maria Madalena, nesse processo de reorganização da congregação, que é um processo de mudança institucional e que requer mudança pessoal também?

Vários e sugestivos foram os depoimentos colocados no chat, dos quais destacamos alguns:

- Dar passos com coragem. Assim como a semente insiste em resistir com teimosia na luta pela vida, ser esta presença com os meus pés, sendo defensora da vida e resistir e insistir onde ela está ameaçada.

- Pés que vem carregados de experiência, de encontros, de sustos, de vivências de interculturalidade, de desafios, de alegria, esperança, de ousadia e dor.

- Em tempos de incerteza o que é preciso para nós, irmãs, é ter coragem de dar passos, não com medo de errar, mas com a ousadia de acreditar que dará certo, a partir de nós mesmas.

-Os passos dados, entre erros e acertos, desafios e esperanças nos enriqueceram, aumentado o nosso vigor, na certeza de que não estamos sós.

Irmãs, como vimos, nossa caminhada formativa prossegue e o caminho percorrido até hoje, com as iluminações e os passos propostos nesta última LIVE, nos convidam e convocam a prosseguirmos numa ação conjunta, com vontade, humildade, coragem e ousadia, conectando cabeça e coração e vontade.

Pelo êxito desta live, cabe aqui um voto de louvor pela competência da equipe técnica, pela calma e habilidade da moderadora, Ana Fusinato, a expressiva atuação dos assessores Moema e Marcelo, o aceno animador e comprometedor da Ministra Geral que nos veio desde Roma, ao grupo da Irmandade de Rondonópolis que de forma criativa nos proporcionou vivenciar um profundo momento orante. Tudo isso, coroado com a expressiva e ativa participação das irmãs, nos enche de esperança e nos dá a certeza de que, abertas à utopia e à ousadia, o NOVO da nossa VIDA-MISSÃO nos surpreenderá.  

Reconhecemos que estamos a caminho, mas ‘seja qual for o grau a que chegamos, o que importa é prosseguir decididamente’” (CCGG 93).

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Irmã Maria Perini