images/cicaf.jpg
Imprimir esta página
Publicado em Notícias
Postado por  Província São Francisco de Assis 10 Maio 2022
Páscoa de irmã Oliria Bortolatto

 

“Espere em Javé, seja firme. Fortaleça seu coração e confie em Javé”. (Sl 27,14)

Irmã Oliria Bortolatto nasceu aos 23 de junho de 1937, no mu nicípio de Fumaça/SC. Filha de Martim Bortolatto e Carolina Francisca Bortolatto, numa família de dez irmãos de sangue e uma adotiva.

O início da formação para a vida religiosa foi em Rodeio, onde cursou o Normal Regional. Em 1960 e 1961, fez o postulado e ano canônico do noviciado. Em 1962, fez 2º ano de noviciado na cidade de Pouso Redondo/SC, onde assumiu aula no ensino fundamental. Em 11 de fevereiro de 1963, fez sua profissão temporária e em fevereiro de 1968, emitiu os votos perpétuos, em Rodeio/SC.

De 1963 até 1976, exerceu a missão como professora e catequista, na cidade de Vitorino/PR. Depois, em Guaraniaçu/PR, como professora e diretora, até sua aposentadoria, em 1987

Após a aposentadoria, residiu em vários lugares, assumindo os serviços de Conselheira provincial, formação de aspirantes e noviças, pastoral em geral.

A partir de 2016, com sua saúde mais fragilizada, residiu um ano em Lages/SC, depois em Corbélia/PR, sendo presença fraterna na irmandade e nos cuidados de sua saúde. Já mais fragilizada e precisando de cuidados especiais, desde 2020, passou a residir na casa da acolhida Nossa Senhora de Nazaré, em Curitiba/PR.

No dia 07 de maio, teve uma queda em seu próprio quarto, onde fraturou o fêmur. Foi internada no Hospital Evangélico em Curitiba/PR e aguardava por cirurgia.

Na madrugada de hoje, dia 10 de maio de 2022, fez sua páscoa e foi ao encontro da Divina Luz!! O velório acontecerá na Capela São Francisco – Casa Paz e Bem, em Curitiba, das 16:00h às 00:00h, e o sepultamento será amanhã, dia 11 de maio, às 08:30h no Cemitério São Gabriel, em Colombo/PR.

Irmã Oliria, mulher orante, inspiradora, doce e fraterna, partiu como viveu, na doação generosa e silenciosa da vida na sua passagem por aqui. Com imensa gratidão, guardaremos para sempre seu testemunho de simplicidade, generosidade, serviço alegre e fraterno, na verdadeira vivência franciscana que transparecia em seu ser. Irmã Oliria finaliza sua biografia com o pensamento de Santa Terezinha: Senhor, fazei-me grande, com as multidões das coisas pequenas!”                

Obrigada, irmã Oliria, pelo tempo dedicado a formar e cuidar, as sementes germinaram e cresceram. Com certeza suas mãos estão repletas de frutos para apresentar ao Pai. Obrigada por ser nossa irmã, por seu testemunho de vida e missão. Deus a acolha em seus braços de Pai e Pastor. Intercede por nós!

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: irmã Maria Ferronato - Secretária Provincial