pg incial 2018

cicaf

*

Você está aqui: HomeNotíciasFRANCISCLAREANDO - O Verbo se fez carne
Publicado em Notícias
Postado por  Sede Geral - Isabel do Rocio 24 Novembro 2021
FRANCISCLAREANDO - O Verbo se fez carne

 

Final de ano. Esta época nos remete magicamente ao Natal, à celebração do Mistério sublime da Encarnação. Este mistério tão grande da humildade do nosso Deus despertava, em Francisco uma profusão de sentimentos: ternura e reverência, fascínio e exultação, desejo de convocar o mundo a inclinar-se diante desta majestosa pequenez. Um pilar que nenhum terremoto pode abalar é este legado sobre o qual se assenta a espiritualidade que dele herdamos: o Verbo se encarnou no útero de uma mulher, se fez gente, assumiu nossa condição para percorrer conosco, o caminho da volta ao convívio festivo na casa do Pai.

Agradecemos o testemunho de seu primeiro biógrafo: “Gostava tanto de lembrar a humildade de sua encarnação e o amor de sua paixão, que nem queria pensar em outras coisas. Precisamos recordar com todo respeito e admiração o que fez no dia de Natal, no povoado de Grécio, três anos antes de sua gloriosa morte” (1Cel 84,3-4).

Ele mesmo recorda à multidão que se propunha viver o Evangelho como o via viver e pregar: “Esta Palavra do Pai, tão digna, tão santa e gloriosa, foi anunciada pelo altíssimo Pai lá do céu, por meio de seu santo anjo Gabriel, no útero da santa e gloriosa Virgem Maria, de cujo útero recebeu a verdadeira carne de nossa humanidade e fragilidade. O qual, sendo rico (2 Cor 8,9) sobre todas as coisas, quis ele mesmo escolher a pobreza no mundo com a beatíssima Virgem, sua mãe” (2Fi 4-5).

E propõe como regra de vida para seus irmãos e irmãs, transformar a vida num hino de amor e ação de graças a este imensurável Amor que se fez pessoa, que concretizou em palavras, passos, e gestos humanos em nosso mundo: “E te damos graças porque, assim como por teu Filho nos criaste, assim por teu santo amor, com que nos amaste (cfr. Jo 17,26), fizeste que ele, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, nascesse da gloriosa sempre virgem beatíssima Santa Maria, e quiseste que nós, cativos, fôssemos redimidos por sua cruz e sangue e morte” (RnB 23,3).

Clara, fecundo broto novo de Francisco, não só vive mergulhada no Mistério do Amor que se entrega para nos resgatar das garras da morte, mas o transmite a suas irmãs, para que também elas vivam para contemplar e agradecer a “descida de Deus” à natureza humana. Deste embriagante amor quer que todas sejam envolvidas.

Este amor que transborda de seu ser impregna sua relação com a amiga Inês de Praga: “Falo do Filho do Altíssimo, que a Virgem deu à luz permanecendo virgem depois do parto. Prenda-se à sua dulcíssima Mãe, que gerou tal Filho que os céus não podiam conter, mas que ela recolheu no pequeno claustro do seu santo seio e carregou no seu regaço de menina” (3In 17).

O caminho da vivência do Evangelho que ela aponta parte do mistério encarnação: “Contempla, no princípio deste espelho, a pobreza, pois está colocado no presépio e envolto em paninhos. Oh maravilhosa humildade! Oh admirável pobreza! O Rei dos anjos, o Senhor do Céu e da terra reclinado num presépio!” (4In 19-21).

Logo mais, entraremos no precioso tempo da espera, da gravidez do mundo revivendo a gravidez de Maria que ofereceu-se, sozinha ao bom mistério, sabendo que era Deus que vinha a seu critério. Ela, que sentiu que nesta tão secreta maternidade, nascia a compreensão completa da liberdade” (Jaci Maraschin), nos acompanhe, com Clara e Francisco nesta preparação para acolher o Emanuel, o Deus que se faz criança, se fez um de nós e quer viver entre nós.

Informações adicionais

  • Fonte da Notícia: Irmã Maria Fachini

Comentários  

#2 Lucia Gianesini 29-11-2021 20:38
Querida Maria!
O Francisclareand o chega em nossa tela tão cheio de surpresas que nos convida a refletir e celebrar, a passos ligeiros, com "ternura e reverência", a encarnação do Verbo entre nós.
O Texto é fonte de inspiração em nossos encontros com Simpatizantes do Carisma aqui em São Paulo, especialmente nesse tempo em que já 'escutamos os sinais' da esperança em nossos caminhos com os pobres!
Gratidão pela leveza e compromisso que teus escritos revelam! Con cariño nuestro abrazo! Que Dios la bendiga!
#1 Luísa da Glória Tati Zau 28-11-2021 21:16
"---OFERECEU-SE SOZINHA AO BOM MISTÉRIO´"... Essa frase me chamou atenção e me faz pensar de quantas vezes eu me ofereci pra fazer as vontades de DEUS.O DEUS que se faz criança e que vive no meio de nós.E o texto nos diz que Francisco foi alguém que sempre louvou a DEUS sem cessar. E nos fala também do ADVENTO que é um tempo de preparação e de entrega ao BOM MISTÉRIO. Que o BOM MESTRE NOS AJUDE nesta caminhada. Obrigada ir. Maria Fachini pela reflexão foi boa!!!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

 

Direção
Isabel do Rocio Kuss

Ana Cláudia de Carvalho Rocha

Marlene dos Santos

Rosali Ines Paloschi

Arte: Lenita Gripa

Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas
Rua Des. Nelson Nunes Guimarães, 346
 Bairro Atiradores - Joinville / SC – Brasil
Fone: (47) 3422 4865